domingo, 19 de fevereiro de 2017

Tristeza de outono






Depois dos dias
na praia
Beijando o mar
Abraçando as ondas
Furando
Pequenas ondas
Sorrindo muito
a vida
Hoje no fundo
do quintal, choro
As folhas secas, feias
e mortas
É outono
Sei que as estações
Têm o desenrolar da vida
E eu aqui com saudades
da praia, das ondas
Mas tenho que aceitar
As quatro estações
do ano
Logo vai passar
e vem aquele frio 
gostosinho
Mas sinto saudades
do verão
e das ondas do
mar
 

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Saudade




Saudade é assim forte
Para matá-la tem ter que ter paixão
Acariciada até ao extremo
Saciar os desejos

É bom sentir saudades
Mais parece tal o amor juvenil
A paixão é incontrolável
Os beijos quentes

Se não sentiu saudades
Não conhece a força do amor
Que pede sempre mais
Aquele beijinho

Adoro sentir saudades
Os encontros são mais quentes
Não vira água morna
Sem os beijos

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

A beleza da Terra



POETA

LÊDO  Ivo



 Como as costas de um anjo caído
assim te vejo, terra natal!
Das gargantas e sono e solidão, saúvas despersas,
                                                    [ chuvarada e estios,

vens, doce terra perdida e recobrada
com tuas ilhas verdes entre canais
e canoas, navios, palmas, praias.

Longe mudado em perto, como todos
os longes verdadeiros.
Ó longe que é da Terra, como em pão se mudam as
{farinhas.

Existo na distância, e meu olhar
bebe a sombra de luas invernais

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Aula de domingo








Ivo viu a neve
Ivo viu a nave.

Ivo viu a ave
Mais ave que o ar.

Viu a belonave
Sozinha no mar.

Ivo viu a abelha
fabricando mel 

e escutou a ovelha
balir no vegetal

Ivo viu a moça
colhendo romã

e depois o tempo
saltar como rã

Ivo viu a festa
debaixo da ponte

e ouviu na floresta
a canção da fonte 


Poeta Lêdo Ivo