segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O alvorecer



Moro no campo e todos os dias acordo cedo para ver o alvorecer, da uma energia inigualável. Começo, então, a soprar algumas flores, nisso minha mãe me chama para o café. Despeço-me do alvorecer e lhe digo: perto da noite, volto para vê-lo transformado em pôr do sol.
O sol tem dois picos deslumbrantes: o alvorecer que é o acordar para a vida e o pôr do sol é nosso descanso. Os dois nos trazem lindos sonhos, pego minha caneta e rabisco alguns versos e é por isso que me chamam de menina poetisa, eu respondo: quem sabe um dia...


14 comentários:

  1. Os dois momentos do dia aqui lembrados são mesmo lindo e inspiradores e a menina faz bem em rabiscar...bjs, linda semana!chica

    ResponderExcluir
  2. Com certeza essa menina já é uma poetisa.
    Entre o nascer e o por do sol!
    Lindo Dorli.
    Bom dia,beijos.

    ResponderExcluir
  3. Um texto lindo,despedindo-se do alvorecer e retornando ao pôr do sol.
    Poetisa a menina já é,rabisca versos e os coloca em prosas.
    Adorei Dorli.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  4. O seu miniconto é lindo, Dorli!
    Alvorecer, Pôr do Sol e rabiscar, três coisas muito preciosas...

    Beijos e uma semana abençoada...

    ResponderExcluir
  5. Oi minha querida amiga!!
    Passando para dizer que tem presente para você no meu blog! Vá lá e pegue o seu!
    http://arionetorres.blogspot.com.br/2015/09/lindo-pensamento.html#comment-form
    Beijos e tenha uma excelente semana, fique com Deus!!
    Arione

    ResponderExcluir
  6. Há também quem se inspire na noite e na Lua.
    Gostei do texto.
    Um abraço e boa semana.

    ResponderExcluir
  7. Maravilhoso e terno texto! Adorei

    Beijo e uma tarde feliz
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. C'est une très beau texte ♥

    Bisous et bon début de semaine

    Manon

    ResponderExcluir
  9. O nascer e pôr do sol sempre inspiraram e inspiram os poetas, são momentos maravilhosos.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  10. Sabe Dorli... Depois de ler este lindo poema confesso:
    “Tudo que anseio é a uma varanda, um balcão e duas cadeiras, o cheiro do café pelo alvorecer, ouvir a harmonia da sua voz e um bloco para anotar suas apreciações”

    Muito lindo mesmo amei!
    Aliás confesso que no decorrer da leitura me vi a correr descalço no orvalho dos meus pensamentos... E voltei aos anos de outrora quando meus pais contavam suas historias de garoto...

    bj de carinho no coração

    ResponderExcluir
  11. E como observadora destas belezas, certamente já é poeta!
    Beijos amiga!
    Mariangela

    ResponderExcluir