segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Malvada rosa



Ó rosa malvada! Machucaste meu coração, o espetaste com teus espinhos e bebeste quase todo o meu sangue, colorindo com lindo viço as tuas pétalas. 
Agora choras meu estado frágil, mas os anjos logo chegarão para me buscar, mas antes de partir alguém a cortou para que eu te levasse comigo aos céus.


14 comentários:

  1. Lindo e triste seu conto, mas eu gostei muito.
    Um abraço cara amiga Dorli.

    ResponderExcluir
  2. Triste, mas muito belo!!

    Beijinho e um dia feliz
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde, o que escreveu é triste, comovente, votos para que o escreveu não seja sentido.
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. António
      Você é muito inteligente.
      Beijos
      Dorli

      Excluir
  4. A rosa não é tão malvada assim,ela espeta e machuca,mas ao mesmo tempo exala um perfume embriagador.
    Bjs Dorli e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  5. Que nada amiga!
    Ela além de tudo, exalará um perfume maravilhoso que te alegrará, e mostrará que na vida há mais do que tristezas!!!
    Grande beijo!!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  6. Muito bonito, Dorli! Triste, sim, mas muito interessante quando dizes "agora choras meu estado frágil"... E como somos frágeis quando nos pegam de mau jeito ou desprevenidas... E esse choro alheio pode até ser de culpa.
    beijos, querida!

    ResponderExcluir
  7. Lindo e triste poetar, as rosas vermelhas, ah, as rosas vermelhas!
    Abraços linda amiga!

    ResponderExcluir
  8. Lindo e triste seu conto Dorli!Adoro as rosas, mas não gosto dos espinhos!
    Uma ótima semana.
    Amara

    ResponderExcluir