segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Boneca de porcelana




Eu na vida nunca tive uma boneca de porcelana
Minha amiga "riquinha" tinha uma boneca maravilhosa
Pedi a ela que deixasse pegá-la só um pouquinho sua boneca
Não, dizia ela: pobre tem que ter boneca de pano

Chegava em casa e chorava e dizia tudo a minha mãe
Ela me consolava, vou guardar um pouquinho do meu salário
Para lhe comprar uma linda boneca de porcelana
Só assim eu parava de chorar e ia brincar com as amigas

Chegou o Natal, meu pai colocou embaixo da minha cama meu presente
Ao acordar pulei da cama e mesmo no escuro fui pegar o presente
Era uma feia boneca com a cabeça de louça e o resto de pano
Comecei a chorar, peguei na mão da boneca girei até cair, estragou

Mamãe falou: filha, esqueceu do presente que lhe prometi? Abra a caixa
Era a minha linda boneca de porcelana: corri a abraçá-la e chorei de felicidade
Papai, então, me disse que o meu real presente estava na dispensa
Fui correndo, acendi a luz, fiquei deslumbrada com a minha bicicleta
                                                                                         
                                                                          Todos ficaram felizes
                                                                     Criança é criança

9 Comentários:

Às 27 de setembro de 2016 02:00 , Blogger ✿ chica disse...

Que linda poesia ! Final feliz! bjs, chica

 
Às 27 de setembro de 2016 02:11 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Tão lindo!

Beijos

 
Às 27 de setembro de 2016 03:59 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Dorli agora lembrei da minha primeira boneca,que alias não foi uma boneca,e sim um boneco de porcelana com lindos olhos azuis.
Ganhei do Papai Noel,pois naquele tempo a nossa inocência deixava-nos acreditar que ele realmente existia.
Lindo conto.
Bjs e um ótimo dia.
Carmen Lúcia.

 
Às 27 de setembro de 2016 05:03 , Blogger Os olhares da Gracinha! disse...

Eram um sucesso!
Uma peça com uma beleza diferente!
Gostei...bj

E quando puder espreite...pois vai gostar:
http://mgpl1957.blogspot.pt/2016/09/maos-e-pes.html

 
Às 27 de setembro de 2016 06:24 , Blogger Bell disse...

Emoções lindas!!

bjokas =)

 
Às 27 de setembro de 2016 09:17 , Blogger Mari-Pi-R disse...

Poema tierno de los que uno mas o menos hemos vivido pasaje semejante, un abrazo.

 
Às 27 de setembro de 2016 11:54 , Blogger Elvira Carvalho disse...

Uma história muito bonita. Quem dera fosse assim na vida real.
Um abraço

 
Às 27 de setembro de 2016 13:43 , Blogger Dorli Ramos disse...

Elvira,
É um pedacinho da minha história, trabalhei muito, mas sempre tive o que quis.
Dorli

 
Às 27 de setembro de 2016 18:57 , Blogger Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida Dorli!
Que linda história com final feliz! Naravilha!
Bjm muito fraterno

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial