quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Onde está minha inocência?



    Nas tristes estradas da vida, fui
Excomungada pelo meu pai
    A minha mãe engoliu lágrimas
       Derramei só uma lágrima por ela

                        Papai não respeitava suas filhas
                   De cada uma tinha um filho
                             Não aceitava tal situação, então fugi
                         Mamãe se falasse algo, apanhava

     Onde morava o amor? 
           Eu encontrei um homem bom
                         Todos os irmãos afogados no açude do sítio
                      Depois de algum tempo, mataram papai

       É por isso que viro um leão
               Ao maltratarem crianças inocentes
                         E ninguém faz nada, comigo está minha mãe
               Fazem sim, eles querem nossos votos
     

8 comentários:

  1. Imagino que facilmente se tenha virado uma fera!
    Bj e gostei

    ResponderExcluir
  2. Triste poesia e situações relatadas...bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. É isso amiga Dorli,um grito àqueles que não merecem a
    nossa confiança.
    Pedir é fácil o difícil é cumprirem o que prometem.
    Belo texto.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o mundo está cheio de crianças mal tratadas por familiares.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
  5. Lindo poetar amiga Dorli, muitas histórias assim por esse lindo País, crianças maltratadas!
    Abraços apertados e desejo que estejas bem!

    ResponderExcluir
  6. Puxa que triste história...
    Mas ainda é sempre tempo de ser feliz.
    E temos mesmo que cuidar dos pequeninos!
    Um grande abraço, com carinho amiga!
    Mariangela

    ResponderExcluir
  7. Lindos versos.

    Desejo que se encontre bem.

    Beijo, bom fim de semana.
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir