quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Amor

Não existe nenhuma receita para o amor, pois se ela existisse ficaríamos todos loucos a procura dela, entre lagos, oceanos e montanhas, palmilhando aqui e acolá e, nada.
Aquele louco amor advindo de qualquer situação é um momento mágico muito rápido, pagaríamos qualquer preço para que ele fosse eterno.
Amor é filho do respeito, pai da felicidade, irmão da fidelidade, mãe de todos os bons adjetivos; aí sim, se você quer ter um amor e ser feliz tem que ter resiliência.

9 Comentários:

Às 23 de novembro de 2016 17:27 , Blogger Tais Luso disse...

Muito bom, Dorli É como poema, não tem nenhuma receita de bolo, como disse João Cabral de Melo Neto, a poesia não é uma coisa, é uma porção de coisas; do mesmo modo é o amor: coisas que não servem para uns, servem para outros.
Um beijo.

 
Às 24 de novembro de 2016 03:10 , Blogger Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Lindo e estou completamente de acordo que o amor é um momento mágico e infelizmente passageiro.
Um abraço e continuação de uma boa semana.
Andarilhar

 
Às 24 de novembro de 2016 03:19 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Muito bom Dorli!
Não existe mesmo receita para se amar,ama-se e pronto!
Saber respeitar e ser fiel,esses são uns dos vários sentimentos que devem haver para o amor ser eterno.
Lindo.
Bjs-Carmen Lúcia.

 
Às 24 de novembro de 2016 06:08 , Anonymous Rosa Mattos disse...

Bem dito, Dorli. Gostei da frase final. ♥ beijos/

 
Às 24 de novembro de 2016 06:48 , Blogger Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, não existe receita para o amor, este acontece quando tem que acontecer, depois é saber consolidar para que seja para sempre.
Votos para que esteja melhor da sua saúde,
AG

 
Às 24 de novembro de 2016 08:18 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Sempre com maravilhoso texto.

Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

 
Às 24 de novembro de 2016 10:58 , Blogger Os olhares da Gracinha! disse...

A receita é
"Ama e deixa que te amem"!
Bj e gostei

 
Às 24 de novembro de 2016 11:03 , Blogger Bia Hain disse...

Dorli, muito sábio seu escrito, tem razão... creio que sua intensidade e verdade me-de pelo potencial de resiliência que nos proporciona. Certa vez li que se tentamos moldar um amor à nossa maneira, isso não é amor... o amor aceita o outro como é e procura, com resiliência e compreensão, ajustar as partes. Abraços!

 
Às 25 de novembro de 2016 15:57 , Blogger Toninho disse...

Falou e disse tudo numa só palavra.
Haja amiga, haja.
Belo pensar e proceder.
Bjs

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial