domingo, 20 de novembro de 2016

Despedida


Onde está o carinho
Que me prometeste?
Tô indo...
Onde esqueceu teus beijos
No teu caminhão?
E a paixão?
Na boleia?
Esqueceste meu corpo jovem
Teu cheiro é diferente
Sinto nojo de ti
Adeus

5 comentários:

  1. Nossa que lindo e reflexivo poema. No final das contas, são vãs as promessas, o amor perdeu-se nas nervuras do envelhecimento, se é que um dia existiu. Assim, muitos começam.
    Maravilhoso poema.
    Parabéns e bom domingo.

    ResponderExcluir
  2. Tão bonito!

    Beijos e um excelente Domingo.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Una pregunta de la que hay hacerse para no olvidar lo prometido.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir