quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Minha solidão




Se eu estou na sala 
                    Na cozinha o vazio                    
Se deitada estou
De um lado durmo eu
Do outro lado da cama
Dorme o nada
A solidão dos delírios
Mora comigo
Fique longe de mim
Essa triste doença
É contagiosa
Sou a solidão

9 Comentários:

Às 17 de novembro de 2016 10:36 , Blogger ✿ chica disse...

Ninguém merece a solidão quando essa é dolorida...bjs, chica

 
Às 17 de novembro de 2016 10:43 , Blogger Edith Lobato disse...

Lindíssimo poema. Bom começo de noite e parabéns pela linda inspiração.

 
Às 17 de novembro de 2016 10:44 , Blogger Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Como é triste a solidão,mas compensa saber que temos amigos que nos confortam,sem nos deixar sós.
Palavras tristes amiga Dorli.
Bjs-Carmen Lúcia.

 
Às 17 de novembro de 2016 12:46 , Blogger Mari-Pi-R disse...

La soledad la tenemos todos aunque estemos rodeados de personas si con ellas no nos entendemos.
Un abrazo.

 
Às 17 de novembro de 2016 14:09 , Blogger Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Lindoooo,dorli!

Triste,mas maravilhoso!

E você me pergunta de onde tiro tanta inspiração?

Você escreve bem demais e é muito inspirada!

Beijos sabor carinho e ótima noite de quinta.

Donetzka

 
Às 17 de novembro de 2016 14:28 , Blogger Elvira Carvalho disse...

Tirando o alzheimer nada me mete meis medo que a solidão.
Um abraço

 
Às 17 de novembro de 2016 15:01 , Blogger Cidália Ferreira disse...

Lindo, porém triste!

Beijo e tudo de bom.
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

 
Às 17 de novembro de 2016 16:19 , Blogger Roselia Bezerra disse...

Boa noite, querida Dorli!
A solidão é pertinente ao ser humano e ela pode ser favorável até!
Bjm muito fraterno

 
Às 18 de novembro de 2016 02:48 , Blogger Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

É sempre triste a solidão mas esta deu um belo poema.
Um abraço e bom fim-de-semana.
Andarilhar

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial