domingo, 18 de dezembro de 2016

O olhar


mulata

Aquele olhar, aquele olhar
Um olhar apaixonante
Um olhar é espetacular
Um olhar é fulminante


O olhar é uma bênção
O olhar é uma flecha fumegante
Enche de esperança o coração
Enche de dor o coração hesitante

O olhar depende do autor
E de sua intenção
O olhar depende do recebedor
E de sua situação


O coração apaixonado
Ilumina o mundo com seu olhar
O coração magoado
Com o olhar escurece a vida de quem o fez chorar

Ah, o olhar...
É como uma mulher sempre te emocionará
Seja ao paraíso que te levará
Ou ao inferno que pode te relegar

Poesia de Cristovam: meu filho