sábado, 31 de dezembro de 2016

Eu desejo a vocês





Eu desejo a vocês
Que tenham um bom ano
Realizem todas suas expectativas
De vida, emprego ou estudo
Arrumem uma boa mulher
Se mulher um bom homem
E tenham um amor verdadeiro
Filhos lindos e perfeitos
Para completar a felicidade
Que se respeitem
Que deem inveja a quem os vê
Que os filhos
Se lambuzem de sorvetes
Que vocês cheguem as gargalhadas
É tão gostoso sorrir
Rugas gostam de pessoas tristes
Mandem a tristeza ao léu
E vivam a vida!!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Minha boneca de pano




No Natal 
Ganhei uma bonequinha
É linda e de pano
Mamãe faz roupinhas
Cada dia veste uma
Por que comprar de louça
Se cair, quebra
Dorme comigo à noite
Conto a ela
Estórias para dormir
Seu nome é Leila
Minha companheira
Não briga comigo
É meu amorzinho eterno
 


sábado, 24 de dezembro de 2016

Aos meu amigos





Aos meus amigos de coração
Desejo um feliz Natal
e Próspero Ano Novo
Com muita saúde
e felicidades
 Se sarar eu volto com uma postagem por semana (aos) sábados
Beijo grande a todos


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Férias indeterminadas.





Vou tirar férias indeterminadas
Tudo que escrevi saiu da minha mente e coração
Se escrevi algumas curiosidades
Dei os devidos créditos
Agora poesias e contos são meus
Mesmo que não tenham qualidades
Têm amor e perseverança
Não gosto de copiar o suor intelectual do outro
Isso acontece assiduamente
É um descaso com quem passou horas poetizando
E todos batem palmas
Por que? Medo da falta de comentários
Visualizações não são sinônimos de comentários
Ninguém precisa cursar a melhor Faculdade
Para discernir o que é fraude intelectual
É o maior crime que se comete as ideias alheias
Portanto, talvez transforme o indeterminado
Em tempo determinado
Feliz Natal e um ano bom
Obrigada

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Dois polos



Entristeço-me
Ao pôr do sol
No seu descansar


Acordo feliz
Com o seu despertar
No alvorecer

A poesia...



A poesia são lindos sonhos que voam do nosso ser para encantar pessoas tristes e de corações amargurados.

domingo, 18 de dezembro de 2016

O olhar


mulata

Aquele olhar, aquele olhar
Um olhar apaixonante
Um olhar é espetacular
Um olhar é fulminante


O olhar é uma bênção
O olhar é uma flecha fumegante
Enche de esperança o coração
Enche de dor o coração hesitante

O olhar depende do autor
E de sua intenção
O olhar depende do recebedor
E de sua situação


O coração apaixonado
Ilumina o mundo com seu olhar
O coração magoado
Com o olhar escurece a vida de quem o fez chorar

Ah, o olhar...
É como uma mulher sempre te emocionará
Seja ao paraíso que te levará
Ou ao inferno que pode te relegar

Poesia de Cristovam: meu filho