quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Nhato





 Qualé a graça Juquinha?
Que graça, tô rindo ducê 
Graça num anda pur aí, tá grudadinha 
Na sua feiura, ô nhato
Inda bem que nus alegra
Toca violão
pur alguns trocados
Sai dessa nhato.
Vai trabaiá
Nhato sumiu
Tudo nois prucurou
Passa o tempo
Bate na minha porta
Fui atendê
Quasi cai de costa
Pur quase dismaio
Gente, nhato encolheu 
O cavalo nervoso
Soltou fumaça pelo  nariz
Eu sou o nhato
Quem é a dona?
Minha muié, pois, pois
Nhato, mata a curiosidade
Onde achou essa assombração
Na garupa da mula veia?
Até nhato riu
 

3 comentários: